28/09/2019 0 comentários

JOÃO PINHEIRO

O processo de colonização da região, ocupada hoje pela cidade de João Pinheiro teve início, provavelmente, na metade do século XVIII, período que antecede a descoberta do ouro nas regiões das minas com o movimento das entradas e bandeiras rumo às terras de Paracatu. Antes da ocupação pelo homem branco, o território era habitado apenas por ameríndios (da tribo de Cataguá) e negros fugitivos das minas de Paracatu e de Goiás.

Santana dos Alegres foi a denominação do primitivo povoado pertencente ao bispado de Pernambuco – que deu origem ao município.
Segundo a tradição oral, um boi curraleiro muito bravo que vivia nas adjacências do local, freqüentemente, ao anoitecer, ia para o arraial e lá permanecia durante toda a madrugada a mugir. O hábito daquele animal, chamado Alegre, intrigava a todos. Conta-se que esta foi a razão do nome do povoado, formado por volta de 1818 por pequenos fazendeiros e garimpeiros, que ali se fixaram atraídos pelas fartas pastagens e lavras de diamantes.

Em 1873, a vila de Santana dos Alegres foi elevada a município. Até 1902, o garimpo foi bastante explorado às margens do rio Santo Antônio e no leito de outros cursos d´água. A Vila de Santana dos Alegres, em 1911, recebeu seu nome atual, numa homenagem ao ex-presidente do Estado. Em 1925 foram-lhe concedidos foros de cidade e sede de município

Temos em João Pinheiro, como atrativo turístico a Cachoeira do Garimpo com 12 metros de largura e 5,25 de queda e uma grande piscina natural. Capão da Água Limpa, uma bica d`água, mais de 50 litros de água por segundo 24 horas por dia.

Santana dos Alegres foi a denominação do primitivo povoado pertencente ao bispado de Pernambuco – que deu origem ao município. Segundo a tradição oral, um boi curraleiro muito bravo que vivia nas adjacências do local, freqüentemente, ao anoitecer, ia para o arraial e lá permanecia durante toda a madrugada a mugir. O hábito daquele animal, chamado Alegre, intrigava a todos.

Conta-se que esta foi a razão do nome do povoado, formado por volta de 1818 por pequenos fazendeiros e garimpeiros, que ali se fixaram atraídos pelas fartas pastagens e lavras de diamantes. Em 1873, a vila de Santana dos Alegres foi elevada a município. Até 1902, o garimpo foi bastante explorado às margens do rio Santo Antônio e no leito de outros cursos d’água. A Vila de Santana dos Alegres, em 1911, recebeu seu nome atual, numa homenagem ao ex-presidente do Estado. Em 1925 foram-lhe concedidos foros de cidade e sede de município.

VALE A PENA CONHECER JOÃO PINHEIRO

HOTÉIS & POUSADAS QUE INDICAMOS PARA VOCÊ EM JOÃO PINHEIRO.

Deixe-nos saber o que você pensa

* Campo obrigatório