25/09/2019 0 comentários

ARACRUZ

Aracruz é uma cidade que muita gente já ouvia falar, com certeza. O município é bastante conhecido pelas suas famosas praias, além de algumas empresas multinacionais instaladas ali. A cidade está pouco mais de 60 KM de Vitória, capital. E é uma ótima opção para bate-volta ou para pernoite, tem muita coisa para o que fazer em Aracruz.

As praias da cidade são bem movimentadas no verão. Entre elas: Gramuté, Barra do Sahy, Coqueiral de Aracruz e Praia dos Padres.

Praia de Gramuté, essa é uma praia pouco conhecida até então. A praia de Gramuté é um ótimo refúgio. Com maré baixa, o local forma várias piscinas naturais entre as pedra, fora que o clima bucólico dá um charme a mais. A praia faz parte da preservação ambiental “Costas das águas”.

Praia Coqueiral de Aracruz, o lugar é único, transmite uma paz enorme, uma calmaria sem fim. Fora os coqueiros que ficam ao redor. O pôr do sol por ali é coisa linda!

A praia Barra do Sahy é uma das mais movimentadas o verão, é o balneário  mais urbano da cidade. O lugar costuma bombar no carnaval também. Barra do Sahy conta com águas mais cristalina em alguns horários dos dia, o que atrai bastante turista. Tanto que já teve fama de ser o Caribe Capixaba algum tempo.

Praia dos Padres, é uma praia mais família, com uma tranquilidade enorme. Aliás, boa parte das praias da cidade são bem calmaria, o que atrai o público com crianças. E a praia dos Padres não é diferente.

Vale a pena o passeio pelo rio é feito por uma escuna e é maravilhoso! São cerca de 2 horas ao todo. Sendo 30 minutos de trajeto e ida (e 30min de volta) e 1 hora de parada para mergulho. A parada para mergulho acontece num bar flutuante.

A escuna oferece coletes para mergulho, são entre 10 a 12 metros de profundidade. É uma experiência bem legal para o que fazer em Aracruz, curtir o verão e paisagens lindas do manguezal.

Na volta do passeio de escuna, vale a pena estender o passeio até a aldeia Indígena Piraquê-açu, que está às margens do rio. O Cacique Pedro Karai Peru, que é da origem Guarani. Um dos pontos interessantes da visita é conhecer um pouco da história e essência dos índios. Aliás, eles lutam bastante para preservar ao máximo a natureza que vivem.

A aldeia temática não possui banheiros, nem água encanada. Infelizmente eles ganharam a estrutura assim, mas lutam para trazer melhorias. Aliás, Aracruz possui algumas aldeias indígenas, sendo única cidade do ES com a cultura indígena viva ainda. E são duas etnias que podemos encontrar ali: Guarani e tupinikim.

O visitante pode ainda fazer alguma refeição típica na aldeia para deixar a experiência mais real. Eles oferecem alguns artesanatos para vendas, que são produzidos por eles, o que ajuda na renda da tribo, que vive exclusivamente do turismo.

VALE A PENA CONHECER ARACRUZ

VEJA HOTÉIS & POUSADAS QUE INDICAMOS PARA VOCÊ EM ARACRUZ.

Deixe-nos saber o que você pensa

* Campo obrigatório