10/05/2020 0 comentários Bares, Restaurantes, Pacotes de Viagens, Casa & Sítios p/Temporada

RODRIGUES ALVES

Em princípio de 1884, o pernambucano Antônio Marques de Menezes, vulgo Pernambuco, acompanhado de Antônio Torres, Pedro Motta, Zé Vieira, Manoel Menezes, Jacinto de Tal e Joaquim Nascimento, aportava ao Estirão dos Náuas, donde voltou a Manaus, por terem sido atacados pelos índios, que lhes deram uma surra. Em junho do mesmo ano, os cearenses Ismael Galdino da Paixão e Domingos Pereira de Souza exploram esse pedaço do Juruá que vai do referido Estirão dos Náuas a embocadura do Juruá-Mirim.

Esses excursionistas foram os primeiros que exploraram o rio com o fim de o povoar. Encontraram eles pelas cercanias do Rio Môa extensos bananais e grande número de índios, que os iam seguindo com o maior interesse, por terra. No meio do Estirão dos Náuas, justamente no local onde se encontrava a Sede do Seringal Buritizal, foram os viajantes à terra deparando com enorme maloca dos silvícolas chamados Náuas, os quais deram nome ao atual Estirão, onde hoje selocaliza a sede do município de Rodrigues Alves.

Por volta de 1914 e 1916, passou a ser denominado Seringal Florianópolis, cujo proprietário era o coronel Francisco Carioca. Neste seringal trabalhavam 6 famílias explorando a borracha natural, pois outra atividade o proprietário não permitia. Por volta de 1916 a 1920, o referido seringal foi vendido para o coronel Mâncio Lima e o mesmo doou uma parte do referido seringal, medindo 1.100m de frente por 10.000 m de fundos para a implantação da colônia Rodrigues Alves, fazendo parte do município de Cruzeiro do Sul.

Por volta de 1940, a colônia Rodrigues Alves contava com aproximadamente 25 famílias, que viviam da exploração da borracha e agricultura de subsistência. Em 1960, a Petrobrás fez uma perfuração na busca de petróleo, nada foi confirmado, porém foram gerados vários empregos e a circulação de dinheiro aumentou, trazendo para a colôniamais famílias, nessa mesma época a colônia foi transformada em Vila de Cruzeiro do Sul e sendo administrada por um subprefeito. Em 1991, através de plebiscito a vila Rodrigues Alves passou a município, tendo sido realizadas em 1992 eleiçõespara escolha de prefeito e vereadores.

O município de Rodrigues Alves, desmembrado dos municípios de Mâncio Lima e Cruzeiro do Sul, foi criado pela Lei Estadual n.º 1.032, de 28 de abril de 1992.
Com a República do Peru, começa no Marco Internacional n.º 505, localizado no ponto em que o divisor de águas dos Rios Azul e Juruá Mirim encontra a Serra do Divisor ou da Contamana, prossegue pela referida Serra, sentido norte, até encontrar o Marco Internacional n.º 460, ponto de partida.