18/09/2019 0 comentários

POCONÉ

O turismo ecológico traz divisas ao município, principalmente através da rodovia Transpantaneira, onde proliferam pousadas, hotéis entre idas e vindas de caminhonetes, abarrotados de turistas, mormente estrangeiros, que apreciam a flora e fauna poconeana. A agricultura é de subsistência e destaca-se o extrativismo mineral.

Transpantaneria, os 145 quilômetros de eco-rodovia,possui 125 pontes de madeira sendo a estrada com maior número de pontes do mundo. A estrada depois do período chuvoso (dezembro a favereiro), torna-se um verdadeiro mirante onde a água acumulada nas laterais da Transpantaneira, transforma-se num prodigioso refúgio de jacarés, capivaras, tuiuiús, sucuris e muitos outros animais.Ao longo da transpantaneira se instalaram várias pousadas/hotéis, que oferecem serviços que vão de passeio de cavalo até safári fotográfico, além de preparem a deliciosa culinária regional.

Rio Bento Gomes, é um rio intermitente, ou seja, seca durante a seca. Durante as chuvas é bastante utilizado para a pesca esportiva e para levar turistas para admiração da beleza cênica do local com muitos animais típicos do pantanal no percurso do rio.

Rio Pixaim, um importante rio para a fauna e flora local, com uma biodiversidade belíssima, o rio atrai muitos turistas para admiração, entre os animais mais procurados: se destaca a Onça-pintada e pela flora a Vitória-régia também é bastante procurada pelos visitantes.

Rio São Lourenço e Rio Cuiabá, são os dois maiores rios da região, o São Lourenço deságua no rio Cuiabá que por sua vez deságua no rio Paraguai. Além da forte atração pesqueira, que traz pescadores do Brasil e do mundo inteiro, o local possui uma beleza impar de fauna e flora. Ao longo do percurso de ambos os rios, tem-se pousadas e restaurantes para atender o turista.

Estância ecológica Sesc Pantanal, localizado a 40 km do centro de Poconé por via asfaltada, ao final da EP Porto Cercado, nas coordenadas geográficas 16° 30′ 49,97’S e 56° 22′ 39,31’W. O parque é um dos locais mais visitados da região, atraindo turistas do mundo inteiro, o local oferece trilhas ecológicas e passeios de barcos, regados a muita beleza cênica com a flora e fauna. Além desses passeios ecológicos, a estância possui piscinas, borboletário, formigueiro gigante que podem ser outra alternativa para diversão.

Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense, localizado em Poconé,  no extremo sudoeste de Mato Grosso, divisa com Mato Grosso do Sul, na confluência dos Rios Paraguai e Cuiabá/ São Lourenço.O local se encontra muitíssimo conservado pelo fato de ser uma PARNA, sendo assim, atraí além dos turistas, muitos cientistas que vão para a região fazer pesquisas sobre a fauna e flora do local.
A época ideal para visitação é o período das secas, que possibilita melhor observação da fauna, como jacarés, garças, capivaras, tuiuiús e piranhas. Há a opção de se hospedar numa das muitas fazendas da região, algumas já devidamente adaptadas para atender turistas, que oferecem passeios por trilhas, mergulhos, safáris, entre outras atividades.

Casa do Pantaneiro Dito Verde, dito Verde, como é conhecido o Sr. Benedito Alves, é um pantaneiro que sempre plantou, pescou e criou seus animais no mesmo lugar, às margens do Rio Cuiabá. Participante assíduo das festas de santos e do Divino para tocar o cururu, tornou-se famoso por ser bom tocador de viola de cocho, típica de Mato Grosso. Costuma receber visitantes e pesquisadores que desejam conhecer de perto a „vida do homem pantaneiro‟.
Atualmente são realizados passeios fluviais que levam até a casa do caboclo pantaneiro, onde é possível conhecer seus costumes, as lendas e histórias locais, e também ouvir as músicas da região tocadas na tradicional viola de cocho.

VALE A PENA CONHECER POCONÉ

VEJA HOTÉIS & POUSADAS QUE INDICAMOS PARA VOCÊ EM POCONÉ.

Deixe-nos saber o que você pensa

* Campo obrigatório